O que faz uma empresa “dar certo”?

O que faz uma empresa dar certo

Ao longo de mais de 10 anos atendendo diversas empresas de diferentes ramos e diferentes tamanhos acumulei uma boa experiência que me permite hoje, fazer uma análise sobre algumas características de empreendimentos que deram certo e que deram errado. É importante ressaltar que não existe fórmula mágica e não existe bola de cristal. O que estou me propondo a fazer neste artigo é apenas uma avaliação superficial de algumas características de negócios e de empreendedores que eu presenciei.

Existe um tipo de empresa que parece “dar certo” desde o seu início. Parece que todo mundo elogia, cai na boca do povo e a propaganda boca-a-boca impulsiona o negócio de tal forma que faz o produto/serviço cair na graça das pessoas e alcançar resultados acima da média. Normalmente empresas que conquistam esse status, não o alcançam por acaso, não se trata apenas de um produto ou serviço diferenciado ou como costumo escutar de 9 entre 10 empresários: – “meu diferencial são os produtos e o atendimento de qualidade”. Empresas que alcançam esse tipo de resultado possuem uma proposta de valor do negócio muito bem planejada, estruturada e, com muita frequência, possuem uma preocupação com os aspectos tangíveis e intangíveis da sua marca desde o início. Um bom exemplo disso é a sorveteria Cold Stone, quando chegou a Curitiba, que é uma cidade fria, diga-se de passagem, acumulou por alguns meses, filas gigantescas de consumidores ávidos por experimentar seus produtos. Obviamente que, por se tratar de uma rede estruturada, a proposta de valor da marca já estava muito bem construída. Alguns anos mais tarde, nessa mesma cidade, desembarca a também famosa, Dr. Freeze, o que você acha que aconteceu? Sucesso novamente. É notório que a qualidade proposta na Dr. Freeze está muito mais ligada à experiência proporcionada pelas batedeiras gigantes que produzem o sorvete na hora, do que realmente ao sabor diferenciado do sorvete. Esse tipo de qualidade, eles deixam para os “Bacio de Lattes” e “Freddos” da vida.

 

Dr. Freeze em Curitiba fila

Uma fila básica para usufruir da experiência que a Dr. Freeze proporciona.

Saber exatamente qual é a sua “qualidade” é um dos fatores principais dos empreendimentos que “dão certo”, desde o começo. Qualidade, muitas vezes, pode ser entregar rápido, pode ser vender barato com sabor apenas aceitável. O Habib’s tem a melhor comida árabe que você já comeu em termos de sabor?

Existe um outro tipo de empresa que demora para ganhar corpo e conquistar uma carteira considerável de clientes, mas que depois de um certo tempo, alcança resultados interessantes que a permitem crescer e permanecer no mercado. Isso muitas vezes acontece porque o produto/serviço principal dessa empresa é tão inovador que as pessoas não sabem direito como consumi-lo ou como contrata-lo. Isso novamente acontece, no meu entendimento, devido a uma proposta de valor muito bem definida. Esse tipo de empresa sabe realmente qual é o seu grande diferencial e a verdadeira “qualidade” que seu público-alvo valoriza. E por isso, consegue oferecer uma opção de consumo para o cliente que muitas vezes, ele não estava nem procurando em um primeiro momento, mas que após ter contato a primeira vez com a marca, acaba virando um consumidor fiel. Nesse tipo de produto/serviço muitas vezes, é necessário investir em um marketing informativo/educacional. Isto é, educar o cliente dentro da jornada de compra em como e quando ele deve contratar o serviço ou consumir o produto. Um exemplo clássico disso é a famosa barrinha de cereal, o produto inventado a partir de uma solicitação do navegador Almyr Klink, que queria um produto leve e saudável para suas viagens, nunca foi aquele caso de se dizer: “Amiga, você TEM que experimentar!”. No início as pessoas sequer sabiam exatamente quando e como consumi-lo. Mas com o passar do tempo e uma série de campanhas sugerindo que as barrinhas são uma alternativa mais saudável para consumo em qualquer momento que bater aquela fome, a empresa foi conquistando uma importante fatia de mercado e este produto, chegou a ser responsável por 70% do faturamento da Nutrimental, empresa que lançou o produto no mercado.

História das barrinhas de cereal

As barrinhas de cereal não nasceram fazendo sucesso. Imagem: culturamix.com

E por fim, aquela empresa que só foi lançada porque o empresário está muito hipnotizado pela própria paixão que carrega pelo produto/serviço e não enxerga de verdade suas falhas. O produto/serviço não é bom, ou tem falhas graves de entrega ou de atendimento. Uma das frases mais interessantes que já escutei até hoje no mundo dos negócios é:

“Não seja apaixonado pelo produto, seja apaixonado por vender o produto”.

Amar os sanduíches do McDonald’s não fará de você um excelente dono de uma franquia McDonald’s. No ramo de alimentação, especialmente, o nível de dedicação necessária para o sucesso de um negócio é altíssimo e novamente, percebo muitas empresas não dando certo em função da falta de alinhamento de expectativa quanto à dedicação necessária para um negócio “dar certo”. No caso de um restaurante, por exemplo, muitas vezes se esquece que o estabelecimento poderá funcionar de domingo a domingo. E aí, mesmo com uma proposta de valor bem definida, não existe negócio que sobreviva sem a energia do empreendedor. Outro ponto importante que percebo em empresas menores que procuram a agência de publicidade yard. é a falta de clareza quanto ao conceito de “dar certo”. Muitas vezes, um negócio cheio, com filas de espera e muito movimento nunca vai ser capaz de entregar um resultado financeiro que o empreendedor espera. Ou entregará a um custo de tempo, energia e dedicação que o empreendedor não está disposto a pagar. Já vi ex-gerentes de indústria com salários de dois dígitos abandonarem seus empregos para abrir negócios pequenos que, mesmo “dando muito certo” não conseguiriam entregar nem metade do resultado financeiro oferecido pelo emprego anterior. Isto nem sempre é o problema, o problema é não ter clareza quanto a isso. Tenha muito claro, quanto e a que custo você considera “dar certo”?

Por fim, as empresas que eu percebi ao longo dos anos, que obtiveram sucesso, conseguiram fugir do tripé-clichê: produto de qualidade, bom atendimento e que atende todos os públicos. Seja realmente único, especial e se posicione a atender um nicho específico, quanto mais afunilado for o seu público-alvo, do ponto de vista do marketing, melhor.

Quer ter uma empresa única? Clique aqui e descubra qual é a importância da identidade de marca neste processo.

A importância da identidade de marca

A importância da sua empresa ter uma identidade

A importância de sua empresa ter uma identidade

Um dos grandes desafios para pequenas empresas, ao se posicionarem no mercado, é saber por onde começar. Devemos partir do início com perguntas básicas como: qual será o nome e como será a identidade desta empresa?

É nesse momento que muitos empreendedores pecam e acabam começando da maneira mais difícil, tomando decisões equivocadas e agindo pelo “achismo˜, pois ainda acreditam que a comunicação é um item da lista dos “opcionais” de uma empresa, quando na verdade, este item deve estar na lista dos “obrigatórios e indispensáveis” para todos que desejam obter resultados positivos com suas estratégias. “Mas como saber se a minha empresa está se comunicando de maneira efetiva?” Ou, “Como saber se a maneira com que eu pretendo me comunicar está correta?” Estas são perguntas pertinentes e difíceis de serem respondidas de maneira geral, não há uma fórmula mágica ou receita de bolo para se obter o sucesso, mas, é fato comprovado que se não houver estratégia e assertividade, as chances de fracasso são agravadas.

Para saber se de fato você está no caminho certo, elenque alguns quesitos que chamam a atenção em uma empresa e determine sua relevância para o êxito da mesma. Por exemplo: por que a empresa “x” consegue ser reconhecida apenas pelas suas cores? Isso é identidade! E não apenas isso, está atrelada a um conjunto muito maior de fatores e itens que levaram a marca “x” ao sucesso. Fatores esses que devem ser analisados desde o escopo até a execução de um projeto de marca.

Unidade mais antiga do McDonalds em funcionamento - yard. Agência de Publicidade

A unidade do McDonald’s mais antiga ainda está em funcionamento.
Imagem: ourlocalhistory.wordpress.com

O McDonald’s não detém a patente das cores vermelho e amarelo, porém, o inconsciente coletivo associa essas cores imediatamente à marca. Isso foi construído com muito esforço de comunicação, estratégias e objetivos claros, mas se engana aquele que pensa que apenas grandes empresas podem chegar a esse nível. Para isso, basta que se mantenha em toda a existência da marca, a unidade e harmonia entre toda a comunicação. Imagine se por exemplo, a Coca-Cola resolvesse mudar toda a estratégia, e ao invés de vender a ideia da “família feliz” começasse a enfatizar os esportes? Isso seria no mínimo polêmico, e não transmitiria nenhuma verdade ao consumidor. Quando digo “verdade”, entenda como: ideologia, pensamentos, ideais, visão, missão e valores por exemplo. Se sua marca vende o mesmo produto de diversas outras empresas, mas tem um diferencial, mesmo que seja pequeno, explore-o! Transforme um pequeno diferencial em uma grandiosa vantagem, mas nunca se esqueça de ser verdadeiro, de deixar claras suas limitações e vantagens e trilhar, a partir disso, o melhor caminho para a sua marca.

Muitas marcas se diferenciam por apenas oferecer o que o consumidor deseja receber, não precisa ser “premium”, “vip” ou coisas do tipo, basta ser verdadeira. Como exemplo temos a Nike, que não precisa ter um grande esforço de campanhas focadas em promoções e nem mesmo em seus produtos, vendendo apenas o ideal de incentivo à prática de esportes. É o que o consumidor espera, um benefício verdadeiro, sem táticas mascaradas. Obviamente, em determinado momento, esse público fica tão familiarizado com a marca, que pode se tornar consumidor ou até mesmo um “advogado da marca”, aquele que briga com unhas e dentes para defendê-la no meio virtual.

O consumidor atual quer a verdade, nada além disso, e sem uma estratégia de comunicação para criar uma identidade fica impossível repassar qualquer mensagem, é o mesmo que tentar estabelecer uma relação unilateral, é ineficaz. Para que fique mais fácil, antes de mais nada, é imprescindível que se tome o devido cuidado ao criar a sua marca. A identidade de uma empresa vai, desde a tipografia, até as cores do símbolo e ainda além, como você pode conferir nesse post sobre criação de logotipos clicando aqui. Após cria-la, é obrigatório se ater às características desta identidade. São muito comuns os casos onde o empreendedor acaba tomando diversos caminhos desalinhados de comunicação visual durante toda a jornada da empresa e isso deixa o consumidor confuso, pois ele não vai adivinhar que a sua marca muda de identidade em toda campanha e, certamente, ele não vai fidelizar com marcas que mudam de visual assim como uma pessoa muda de roupa.

Destaque sua empresa da concorrência - yard. Agência de Publicidade

Em que a sua empresa se destaca da concorrência?

Essa troca de visual constante pode ser tão prejudicial quanto àquelas marcas que vendem o mesmo produto, atendem o mesmo segmento e criam embalagens e identidades muito similares à das grandes marcas, por mais que um olhar rápido seja capaz de identificar qual é qual na gôndola de supermercado, por muitas vezes, em um pequeno momento de desatenção, somos induzidos ao erro. Esse é um cuidado que vai não apenas no quesito de exclusividade, mas também de afirmar sua identidade de marca e não ser apenas mais uma no meio de uma multidão, se destacar e manter sempre explícita a verdade da sua empresa. Tendo isso tudo em mente, certamente os esforços direcionados a comunicação nunca serão em vão e com toda certeza trarão resultados muito maiores do que apenas agir pelo “achismo”.

Em resumo, toda comunicação deve ser estratégica, embasada e deve estar atrelada a um objetivo. Portanto, criar uma identidade fixa deve-se estabelecer como item obrigatório na gestão de toda e qualquer empresa. Lembre-se que o balanço trimestral clássico pode estar no azul, mas se a percepção de marca for negativa, esse quadro pode mudar rapidamente de figura.

Conheça a nossa identidade: Saiba por que somos a “yard.”

Por que yard.?

Por que yard agência de publicidade em Ponta Grossa

O futebol americano

Você já ouviu falar em “lutar por cada jarda”? A yard. é uma agência de publicidade em Ponta Grossa que funciona exatamente desta maneira. Assim como no futebol americano, onde os atletas lutam para avançar cada jarda (em inglês yard) rumo ao touchdown (quando cruzam a linha do gol), nós também lutamos com todas as nossas forças por cada objetivo que precisamos atingir, com muita vontade de vencer e capacidade para conseguir resultados reais em nossas ações e sempre surpreender nossos clientes. Nós somos uma agência de publicidade que faz diferente. Para nós, propaganda tem que dar resultado.

Assista ao discurso de Tony D’Amato (Al Pacino) no filme Any Given Sunday sobre lutar por cada polegada (fight for every inch), termo que nós adaptamos para “lutar por jarda”.

Lute por cada jarda. yard. agência de publicidade em ponta grossa

Assim como no futebol americano, nós da agência yard. lutamos com determinação por cada objetivo.

Curiosidade #1: Uma jarda equivale a (arredondando) 0,91 metros. Assim como a cor cinza da nossa identidade visual contém 91% de preto. Legal, né? 
cinza da yard. agência de publicidade em ponta grossa

O cinza da agência de marketing yard. é equivalente à medida de uma jarda. C: 0%, M: 0%, Y: 0% e K: 91%

O jardim

“Yard”, além de significar “jarda” em português, também pode ser traduzido como jardim. Mas o que isso tem a ver com toda a história do futebol americano e de “lutar por cada jarda”? Tudo!

plante seu jardim yard agencia de publicidade em ponta grossa

A citação de Shakespeare sobre plantar seu próprio jardim foi tão boa
que acabou se tornando parte do nosso conceito. Imagina que honra para ele!

Esta citação de Shakespeare transmite exatamente a mensagem que agência yard. quer passar: nós não esperamos que as coisas caiam “de mão beijada” e corremos atrás para realizar. Plante o seu próprio jardim e crie o seu próprio valor!

 

Curiosidade #2: O símbolo da yard. representa um dos lados de um edifício, quando visto em perspectiva. E assim como uma construção de edifício, nós somos construtores de marcas, ou brand builders. Construímos marcas de sucesso através do design, branding, campanhas e ações de marketing.
Aplicação da marca yard. agência de publicidade em Ponta Grossa

O símbolo inclinado da yard. faz referência a construção de um edifício em perspectiva.

 É isso que resume a essência da yard., uma agência de publicidade em Ponta Grossa formada por um time de elite que não mede esforços na hora de lutar por resultados. #luteporcadajarda

Como funciona a yard agência de publicidade em Ponta Grossa

 

 

Quer aumentar o espaço do escritório? 5 dicas para dar sensação de amplitude para seu ambiente corporativo

Aumentar o espaço do seu escritório

Existem diversas maneiras de dar a sensação de amplitude para um ambiente, mas vale ressaltar que “de maneira simples”, não significa ser “simplista”.  Na maioria dos casos, existem tantos móveis espalhados, arquivos, computadores e itens de escritórios em evidência, que acaba dando a sensação de ambiente “preenchido”, cheio. Por isso, dicas minimalistas são essenciais para dar a sensação de lugar livre e amplo para o ambiente corporativo com a otimização do espaço. Isto, inclusive, colabora indiretamente com um maior número de negócios fechados, pois com um ambiente organizado, a imagem que você passa para o seu cliente é justamente de uma empresa organizada, portanto, detalhes como estes não devem ser ignorados se você deseja vender mais. Confira a seguir:

– Mobiliário minimalista: Para que tudo fique em ordem e em seu devido lugar, sem risco de exageros, um bom mobiliário planejado é componente essencial para a racionalização do espaço disponível. Com aparência clean e minimalista, ele dá a impressão de ambiente limpo e organizado.

mobiliário minimalista

– Open spaces: Ambientes integrados dão a sensação de amplitude. Ao descartar paredes e divisórias em layout’s nos remetemos à conhecida frase “Menos é mais”, do famoso arquiteto Mies van der Rohe.

– Verticalização: A verticalização do espaço corporativo remete ao uso de armários altos e prateleiras, entre outras alternativas de armazenamento para economizar espaço, não esquecendo da funcionalidade do mesmo.

verticalização de moveis

– Uniformidade de piso: A utilização do mesmo piso em um mesmo ambiente dá a sensação de continuidade e consequentemente de amplitude do espaço, mantendo o aspecto clean.

– Cores: Cores como branco, cinza, preto, bege e marrom proporcionam uma ambientação serena, livre de muitos estímulos. A composição com essas tonalidades também amplia o espaço, que se torna mais agradável ao acolher os ocupantes.

Para que seu ambiente comercial possua o estilo minimalista, vale reforçar que o mesmo precisa repassar as seguintes sensações aos seus clientes e visitantes: Senso de organização, uma boa racionalização do espaço, destaque para as formas geométricas bem definidas, sem muito detalhes, ambientação ponderada e, principalmente, clareza no ambiente.

Estas são algumas das maneiras mais comuns, mas nem todas se enquadrarão no seu ambiente, portanto, é interessante que você busque um profissional da área para te orientar e organizar seu espaço de uma forma personalizada para melhorar seus negócios como um todo.

Existem casos onde simples ajustes não bastam e é preciso uma reforma mais bem elaborada. Clique aqui e entenda por que um bom projeto arquitetônico garante uma boa parte das suas vendas.