O que é data driven marketing e como funciona?

Data driven marketing é uma das principais estratégias de marketing digital de performance. Utiliza dados para facilitar a tomada de decisões de marketing e também para melhorar a performance de anúncios e campanhas. Dados como nome, telefone, email, preferências dos clientes e outros. Entretanto, muitos negócios ainda não conhecem e não aplicam o data driven marketing na prática.

Neste artigo você vai entender o conceito e conhecer as principais formas de aplicar o data driven marketing.

O que é data driven marketing?

Você já parou para pensar na quantidade de dados que estão sendo gerados no mundo ano após ano? Para se ter uma ideia, o volume de dados criado nos anos de 2014 e 2015 foi maior que a quantidade produzida em toda a história da humanidade. Este fenômeno é conhecido como “Big Data” e é um dos fatores que possibilita o data driven marketing que, como o próprio nome indica, trata-se do “marketing direcionado por dados”.

Mas e na prática, como isso funciona? 

O data driven marketing aproveita todas as informações e dados que o seu negócio  possui para nortear as estratégias de marketing. Diferente daquele “achismo”, muito comum, principalmente em pequenas empresas, todas as decisões do data driven marketing são baseadas em dados e números.

Essa mesma linha de raciocínio já é muito difundida na gestão de grandes empresas, onde todas as decisões administrativas são embasadas em números.

Qual a importância do data driven marketing? 

O data driven marketing é fundamental para se tomar decisões para definir os rumos de uma estratégia de marketing. Essas informações são usadas para alterar ou cancelar o que não está funcionando e também melhorar o que já está dando certo.

Um dos principais benefícios de utilizar o data driven marketing, é a possibilidade de reduzir os custos por resultados de seu marketing digital, pois você conhece melhor quem é seu público e tem a possibilidade de segmentar seus anúncios de maneira mais assertiva.

Para o usuário, o data driven marketing também traz benefícios, pois o consumidor recebe mensagens muito mais relevantes, pelas quais ele realmente pode se interessar com base em seu histórico na internet.

O data driven marketing é baseado em dados e informações para otimizar os investimentos em marketing.

O data driven marketing é baseado em dados e informações para otimizar os investimentos em marketing.

Exemplo de plataformas que auxiliam no data driven marketing

  • Google Analytics: A plataforma de anúncios da Google é um dos mais claros exemplos de referências para data driven marketing. A ferramenta apresenta todas as informações sobre acessos e usuários de seu site. Com ela, é possível descobrir os principais horários de acesso, localização geográfica e principais páginas que os usuários estão acessando, por exemplo.
  • Base de leads: Seu negócio tem uma base de leads? Se sim, parabéns, você tem informações preciosas em mão. Caso não tenha, é importante considerar uma estratégia de geração de leads com urgência. Leads são pessoas interessadas no seu produto/serviço ou assuntos relacionados ao seu negócio, que disponibilizam dados pessoais em troca de alguma oferta em uma página de cadastro. Esses dados são muito importantes, ainda mais considerando que são informações que eles responderam exclusivamente para sua empresa. Clique aqui e saiba mais sobre geração de leads.
  • Lista de emails: A informação vital da sua base de leads é o endereço de email de cada um deles. Os emails possibilitam diversas personalizações de anúncios. Por exemplo, você pode criar um anúncio personalizado no Facebook Ads somente para quem faz parte da sua lista de emails. Outra opção é criar um anúncio para pessoas que compartilham das mesmas características que a sua listas de email têm, atingindo um público muito mais selecionado.
  • Google Ads: A ferramenta da Google é capaz de revelar informações fundamentais para os anunciantes. É possível saber, por exemplo, quais são os principais termos de pesquisa que os usuários utilizam para encontrar os seus anúncios e, dessa maneira, você pode otimizá-los para não gastar dinheiro comprando termos que não estão relacionados aos seus produtos/serviços.
  • Facebook Ads: Com uma lista de clientes você pode criar públicos semelhantes e personalizados.
    • Público personalizado: O algoritmo tenta encontrar exatamente as pessoas dentro do facebook e instagram com base nos dados que você sobe. Se a pessoa usa o mesmo email e celular para fazer login nessas plataformas, ele será capaz de mostrar os anúncios para essas pessoas.
    • Público semelhante: A diferença aqui é que você usa a inteligência artificial do facebook para encontrar pessoas com comportamento semelhante àquelas que você compraram de você ou já interagiram com algum material.

Não tenho tempo para fazer data driven marketing, e agora?

Direcione seus esforços para as decisões estratégicas e terceirize o marketing do seu negócio com uma agência especializada em data driven marketing.

Uma agência especialista em data driven marketing como a yard., tem todo seu trabalho baseado no data driven marketing e é isso que toda agência de marketing voltada para resultados deve fazer.

Se você quer otimizar recursos e aproveitar melhor as informações que seu negócio tem, mas não utiliza atualmente, fale com um especialista yard.

Quero falar com um especialista yard.

Marketing digital para startups e empresas de tecnologia

Criar estratégias inteligentes de marketing digital para startups e empresas de tecnologia (SaaS) é extremamente necessário para enfrentar a competitividade atual do mercado.

É fato que o marketing digital é efetivo, rápido, gera engajamento e ajuda no posicionamento de qualquer empresa que sabe usá-lo de maneira eficaz.

E unir o marketing digital às forças inovadoras de startups e empresas de tecnologia significa obter resultados comerciais verdadeiros. Para entender como nós da agência yard., desenvolvemos estratégias de marketing digital para startups e empresas de tecnologia potencializando a geração de leads e vendas dos clientes, leia o artigo.

Importância do marketing digital para startups e empresas de tecnologia

Somente entre 2017 e 2018, o Brasil ganhou cerca de 10 milhões de novos usuários na internet. Os dados são do IBGE e destacam a rápida evolução de pessoas utilizando celulares, computadores e tablets para consumir informação e acessar páginas para saber sobre produtos e marcas que lhes agradam. É nítido que, cada vez mais, o marketing digital se torna importante. As agências especializadas ganham cada vez mais destaque e a yard., com uma equipe especialista, tem auxiliado startups e empresas de tecnologia para que otimizem seus recursos através de estratégias de mídia digital bem executadas.

Mas entenda, o trabalho vai além de garantir que startups e empresas de tecnologia tenham um bom site ou página no Facebook. Para desempenhar o marketing digital de resultado, a yard. desenvolve um planejamento estratégico focado em gerar oportunidades comerciais para serem abordadas pela equipe de vendas dos clientes.

Exemplo simplificado de relatório mensal da yard., considerando o número de oportunidades e o custo por oportunidade do mês.

Exemplo simplificado de relatório mensal da yard., considerando o número de oportunidades e o custo por oportunidade do mês.

O planejamento inicial do marketing digital para startups e empresas de tecnologia na yard. é baseado em dados colhidos no primeiro contato com a empresa de tecnologia. Algumas das informações solicitadas nestas reuniões são:

  • Solução/produto que resolve as dores do cliente;
  • Número de acessos do site e de leads gerados até o momento;
  • Se já contam com estratégias de produção de conteúdo.

Somente após este mapeamento da empresa o planejamento de marketing digital é desenhado.

Com mais pessoas conectadas, mais oportunidades as empresas de tecnologia têm para conquistarem clientes através de estratégias de marketing digital.

Com mais pessoas conectadas, mais oportunidades as empresas de tecnologia têm para conquistarem clientes através de estratégias de marketing digital.

Como é executado o marketing digital para startups e empresas de tecnologia

Como a equipe yard. visa obter resultados concretos para os clientes, o trabalho é desenvolvido com foco na geração de leads e oportunidades comerciais, base de toda a estratégia.

Lead é o potencial cliente de uma empresa ou marca que em algum momento demonstra interesse na empresa. Na prática, são usuários que acessam o site, pesquisam sobre as soluções, acessam um ebook produzido pela marca e deixam alguma forma de contato. Sem os leads, não existem oportunidades e por consequência, não existem vendas.  Os leads são gerados quando preenchem um formulário com parte de seus dados.

Funil de vendas do marketing digital:

No marketing digital os leads são pessoas que demonstram interesse por alguma oferta da sua empresa, seja o produto ou um conteúdo como ebook, infográfico ou webinar.

No marketing digital os leads são pessoas que demonstram interesse por alguma oferta da sua empresa, seja o produto ou um conteúdo como ebook, infográfico ou webinar.

Uma empresa de tecnologia ou startup que deseja conquistar mais clientes com a expectativa de crescer com segurança precisa gerar leads constantemente.

O lead gerado entra para um funil de nutrição para receber novos conteúdos e, em determinado momento (que é definido na estratégia da agência junto ao cliente) passa a ser considerado oportunidade comercial para ser abordado pela equipe de vendas.

Como organizar o departamento comercial de empresas de TI

“Muitas pessoas que começam a pesquisar sobre um determinado assunto, não estão prontas para comprar ainda. São pessoas que estão no chamado topo e meio de funil de vendas. Nestas etapas, dificilmente a pessoa vai comprar, já que ela ainda tem muitas dúvidas sobre a solução que uma empresa oferece”, explica o CEO da yard., Lucas Ribas.

No caso das lojas virtuais, onde o departamento de vendas nem sempre existe, é necessário analisar se a melhor alternativa é direcionar o potencial cliente para a página de compra ou dar acesso aos conteúdos de nutrição. E posteriormente fazer a oferta.

As estratégias de marketing digital para startups e empresas de tecnologia

Para atender os clientes direcionados pelo funil de nutrição das empresas, o marketing digital possui ferramentas que vão convencê-las pouco a pouco a realizar a compra.

Temos que lembrar que cada organização tem suas características e objetivos, por isso, as estratégias não são as mesmas. As principais ferramentas de marketing digital utilizadas são o e-mail marketing, anúncio em mídias sociais e Google, marketing de conteúdo, SEO e a junção disso tudo, o inbound marketing.

Para a yard., a melhor estratégia de marketing digital para startups e empresas de tecnologia é o inbound marketing. “Uma empresa de tecnologia normalmente oferece uma solução que resolve algum problema/dor de um grupo de pessoas. Ter sua marca presente quando a pessoa busca por essa solução é uma das estratégias. E a melhor forma de conseguir isso é estar bem posicionado no Google com conteúdos relevantes. Estamos falando de conteúdo, artigos, textos, e-books, vídeos, infográficos que auxiliam as pessoas para resolver um problema”, destaca Lucas.

O foco de trabalho de inbound marketing da yard. é gerar oportunidades comerciais e possibilitar que os clientes vendam mais. E sabemos que estamos no caminho certo porque os resultados das nossas estratégias de marketing digital para startups e empresas de tecnologia são confirmados pelos clientes.

Um case de sucesso da yard. é a Quiver. Sem a parceria da agência a empresa, reconhecida nacionalmente por criar softwares para corretoras de seguros, gerava em média 600 leads por mês. Depois de poucos meses do início do atendimento, a página da Quiver chegou a alcançar mais de 900 leads gerados em um único mês. Os dados variam mês a mês, mas demonstram uma clara evolução no posicionamento da Quiver no seu segmento. Além de gerar mais leads, eles são cada vez mais qualificados para se tornarem oportunidades comerciais.

Gostou do artigo? Saiba mais porque a yard. é uma agência de resultado e tem uma equipe pronta para trazer resultados comerciais efetivos para a sua empresa.

Fale com um especialista da yard.

A importância do marketing digital para as empresas

Com os avanços das mídias digitais, o marketing digital ganhou espaço e hoje é uma das estratégias mais usadas para segmentar e atingir o público certo. 

Pensando nisso, muitas empresas investem nesse método com foco em alavancar os resultados, seja atraindo mais pessoas até os produtos ou serviços, construindo reputação, aumentando o engajamento ou vendendo mais.

Portanto, é importante desenvolver um plano de marketing digital focado em seus principais objetivos.

Colocando em prática

Existem diversas maneiras de atrair seus potenciais clientes e fazer com que eles escolham você, mas para isso é preciso fazer uma análise geral e então formular sua estratégia de marketing digital. 

As principais etapas para estruturar e aplicar a estratégia são: 

Definição de persona

Persona ou buyer persona é basicamente a criação de um perfil fictício com características específicas do seu cliente atual. Fazendo isso você consegue entender quais são as dores dos potenciais clientes e realizar estratégias para atingi-los.

Determinar os KPIs

A sigla KPI significa em inglês Key Performance Indicator que são os indicadores-chave de performance. É uma maneira de analisar se uma ou mais ações tiveram retorno positivo e geraram resultados de acordo com os objetivos iniciais.

Conteúdos otimizados

Para atrair as pessoas certas é necessário produzir conteúdos segmentados e otimizados em SEO, para o funil de vendas. Eles podem ser produzidos em forma de textos, vídeos, áudios ou qualquer outra forma que se relacione com o seu tipo de empresa.

Divulgação

Após a criação do conteúdo você precisa divulgá-lo e isso pode ser feito por meio das redes sociais, e-mail, mídias pagas, por exemplo.

Automação de marketing

É preciso analisar o andamento do plano para entender se os processos anteriores fizeram sentido. Com a automação de marketing é possível nutrir leads prontos, proporcionar eficiência no funil, personalizar a comunicação de acordo com a persona e otimizar diversas funções.

Para impulsionar ainda mais os resultados é possível aliar a estratégia de Inbound Marketing em seu plano. Com ela você consegue fazer com que os potenciais clientes te encontrem sem precisar de anúncios invasivos. 

Inbound Marketing como estratégia

Já imaginou atrair o público certo para o seu negócio sem precisar correr atrás dele como faz o marketing tradicional? É exatamente essa a função do Inbound Marketing.

A estratégia é focada em oferecer conteúdo educativo e tem o objetivo de agregar valor. Fazendo isso a marca constrói um laço de confiança e mostra propriedade no que diz. 

A estratégia é baseada em 5 etapas:

Atrair

Conteúdo é uma das formas mais assertivas quando o assunto é chamar a atenção do público na internet. Para uma marca conseguir fazer isso ela precisa explorar opções que o seus potenciais clientes se identifiquem.

É possível fazer isso de diversas formas, como por exemplo: nutrindo um blog com conteúdos de topo, meio e fundo de funil, criando vídeos educativos ou produzindo ebooks. A partir disso, os visitantes acessam o conteúdo e podem usá-lo para resolver um problema sobre o tema. 

Converter

Feito isso, é preciso converter. E para converter você precisa oferecer algum conteúdo rico e em troca pedir algumas informações de seus visitantes. Cargo, telefone e e-mail são algumas das principais informações para segmentar o público. 

Relacionar

Após fazer a segmentação você consegue personalizar o modo de se relacionar com o cliente entendendo que tipo de linguagem usar, qual a frequência de contato, entre outras características. 

Com esse processo de educar o potencial cliente e de se relacionar, a marca transmite segurança e constrói um laço de confiança.

Vender

O momento de venda pode parecer a etapa mais difícil, mas ela se torna uma das mais simples se você seguiu todos os processos anteriores corretamente. Depois de ter criado proximidade com o potencial cliente sinta-se livre para exibir o seu produto ou serviço.

Analisar

Para avaliar todo o processo é necessário saber quais foram os resultados do planejamento inicial, a partir disso é possível perceber o que foi eficaz e o que pode ser reformulado. 

Entender como usar inbound marketing é essencial para aperfeiçoar o plano e apostar em estratégias mais assertivas. Isso pode nortear a empresa em qual momento agir e em como agir.

Resultados assertivos

Estratégias de marketing podem alavancar os resultados de uma empresa, mas para fazer isso de forma efetiva é preciso entender como fazer marketing digital.

Levando em consideração que grande parcela do público está conectado, essa é uma das melhores formas de investimentos para captar as pessoas certas e gerar maiores e melhores resultados.

Conteúdo produzido por Beatriz Trevizoli, Growth Hacker na Ideal Marketing.

Aumente a velocidade do seu site com AMP (Accelerated Mobile Pages)

O celular está na nossa mão o tempo todo, utilizamos para conversar com os amigos, para trabalhar, jogar, acompanhar notícias, e para uma infinidade coisas. Segundo dados da SEMrush (Empresa de software que oferece soluções para marketing online), no Brasil mais de 50% de todo o tráfego no site de buscas são feitos através do smartphone.

Esse crescimento das buscas via mobile despertou a necessidade de melhorar a experiência do usuário, visto que a qualidade e o carregamento em dispositivos móveis deixava muito a desejar por diversos problemas, como, cobertura da rede, dispositivo e otimização dos próprios sites de destino. Tudo era muito frustrante, lento, o que se tornava um desafio de paciência para o usuário.

Em 2015 com a ideia cravada do “mobile first” a Google em parceria com outras empresas, como, Linkedin e Twitter, lançaram o AMP Project. A iniciativa AMP surgiu dessa necessidade de melhorar a navegação no mobile para todos, seja usuário, plataformas ou editores. Ao fazer buscas via smartphone você já deve ter notado em alguns resultados, um ícone de um raio no canto esquerdo, ao lado da url do site. Esse é o símbolo do AMP.

Exemplo de uma página que possui AMP (Accerated Mobile Pages).

 

Então, como o AMP funciona?

As páginas que utilizam o AMP são basicamente como qualquer outra página HTML, porém elas oferecem um conjunto limitado de recursos, que são definidos por regras e especificações do Accelerated Mobile Pages, essas páginas são carregadas e funcionam em qualquer navegador popular atualizado.

Para priorizar a velocidade e oferecer uma experiência mais veloz ao usuário, os arquivos AMP não priorizam a aparência do conteúdo, dessa forma consegue-se construir uma estrutura mais básica que pode acelerar o tempo de carregamento das páginas do website.

Outra forma de utilização das páginas AMP, é que elas podem ser armazenadas em cache na nuvem, isso ajuda a reduzir mais ainda o tempo de carregamento do dispostivo móvel. Essa combinação de recursos faz com que as páginas de destino obtenham um melhor desempenho de forma geral.

O artigo do RD Summit 2019 publicado no site da yard utiliza AMP.

Porque você precisa considerar o AMP

Neste artigo falamos que páginas que demoram até 3 segundos para carregar são ideais para usuários. Com o Accelerated Mobiles Pages, elas poderão alcançar um posicionamento orgânico melhorado nas pesquisas do Google. Sim, esse é um dos critérios que o algoritmo usa para pontuar as páginas de destino e ranqueá-las.

Bom, se você chegou até aqui já deve ter percebido como é importante ter um site que carrega rápido no smartphone,  você consegue reter mais tráfego e ainda posicionar melhor o seu site, agregando uma estratégia de SEO.

Sites lentos impactam diretamente nas vendas, já pensou em quantos possíveis clientes você pode estar perdendo por não oferecer uma experiência rápida?

Curtiu o artigo? Se quiser saber melhorar seu site e criar estratégias de marketing que funcionam, diga um oi, que nós podemos te ajudar!

 

 

Publicidade online: tudo que você precisa saber, e mais um pouco.

Publicidade online é diferente de marketing digital. Começo o artigo com essa frase porque, apesar de parecerem sinônimos, publicidade online e marketing digital são coisas distintas.
Abaixo vou listar uma séria de tópicos e depois vou expandir cada um deles. Fique à vontade para pular direto para algum deles que te interessar mais.

 

  1. Hoje em dia todo e qualquer tipo de negócio precisa estar na internet
  2. A esmagadora maioria dos negócios não precisa ficar postando diversas vezes na semana nas redes sociais;
  3. Publicidade na internet é diferente de ganhar curtidas e seguidores;
  4. Avaliar o sucesso de uma campanha de mídia online pelo número de curtidas e compartilhamentos de um post é completo amadorismo e falta de conhecimento básico;
  5. Publicidade online é diferente de marketing digital.
1. Hoje em dia todo e qualquer tipo de negócio precisa estar na internet

Seja por credibilidade, seja por necessidade ou mesmo por estratégia. Você pode optar por não anunciar na TV. Mas se você não quiser estar na internet, as pessoas vão te colocar lá. Como assim? As pessoas podem criar um perfil “não oficial” da sua empresa e começam a falar sobre ela. E não há nada que você possa fazer e não ser participar da brincadeira.

Mesmo aquele açougue de bairro, que “todo mundo já conhece” precisa pelo menos, ter uma página no Google My Business para quando as pessoas quiserem encontrar endereço, telefone, ver avaliações e outras informações. Mas e se eu não quiser ser avaliado(a)? Volte para o primeiro paragrafo desse tópico.

2. A esmagadora maioria dos negócios não precisa ficar postando diversas vezes na semana nas redes sociais

Sabe porque a agência que você paga para fazer post 3X na semana para seu negócio, não faz post 3X na semana para ela mesma? Porque isso não da resultado. É simples assim. A consistência e frequência de postagens nas redes sociais deve ser coerente e alinhada com o volume de vendas e interação real que isso gera par o negócio.

Esse negócio que te contaram que um perfil no Instagram de uma empresa precisa postar todos os dias ou pelo menos 2 ou 3X na semana? Isso é só uma justificativa para poder vender um serviço mensal que você ou seu negócio não precisam. Sua empresa não é um influenciador digital, não queira tentar ser um, você vai gastar tempo, energia e expectativas com isso e não vai chegar a lugar algum.

Mas quando é eu preciso postar várias vezes? Quando isso estiver te trazendo contatos de qualidade, o que eu chamo de interação real. Isto é, potenciais clientes para o seu negócio. Não adianta ganhar comentários de crianças se o teu público é adulto. Mas e qual seria uma alternativa? Veja o próximo tópico.

 
3. Publicidade na internet é diferente de ganhar curtidas e seguidores. Mas então, qual é o segredo?
 Se você é uma empresa e não um digital influencer, faça campanhas mensais ou até mesmo bimestrais. Um post ou uma série de posts divulgado um serviço/produto ou uma promoção específica e configure ANÚNCIOS!
Uma empresa faz anúncios, um influenciador digital faz posts bonitinhos para “bombar” organicamente. Ter clara essa diferença evita você de desperdiçar dinheiro com agências e empresas amadoras que podem te induzir ao erro.
As plataformas de rede social como instagram e facebook permitem uma série de configurações e pixels para otimizar anúncios par gerar mais tráfego para um site ou para gerar mais leads (contatos).
O Google, muitas vezes renegado é fonte vital para alguns negócios. Empresas de serviços, de um modo geral, não precisam de muita coisa além de um orçamento para compra de palavras-chave no Google Ads (o antigo Google Adwords) e alguma verba para remarketing no facebook e instagram.
Quando você quer contratar um serviço mas não tem um profissional de confiança, o que você faz? Você não procura no facebook, você procura no google…
4. Avaliar o sucesso de uma campanha de mídia online pelo número de curtidas e compartilhamentos de um post é completo amadorismo e falta de conhecimento básico

Se você tem um site (você tem que ter um site), o seu objetivo deve ser levar as pessoas para o seu site. O facebook/instagram permitem que você otimize seu anúncio para gerar mais tráfego para o seu site.

Se você atende por whatsapp o facebook/instagram permitem que você otimize seu anúncio para gerar clicks que abrem direto uma conversa no whats.

Se você recebe orçamentos por telefone, o google permite que você otimize seu anúncio para gerar ligações para o seu negócio.

Se você precisa de leads (contatos para abordagem), tanto facebook/instagram quanto google permitem que você otimiza anúncios para gerar mais leads.

Eu poderia incluir diversos outros itens nessa lista, mas espero que tenha dado para entender que ganhar curtidas, compartilhamentos e seguidores só faz bem para uma coisa: seu ego! Ao invés disso, faça uma estratégia que faça bem para seu bolso, que tal?

5. Publicidade online é diferente de marketing digital.

Meu objetivo com esse artigo é esclarecer de uma vez por todas que publicidade online é diferente de marketing digital.

Marketing digital são todas as estratégias para divulgação de negócios, pessoas, empresas nos meios digitais. Isso engloba tudo e todos. Quem quer ser um influenciador digital, quem só vende por atacado, quem só vende online, etc.

Já publicidade online são as estratégias para fazer propaganda paga no meio online utilizando os recursos e tecnologias disponíveis para ajudar uma empresa a vender mais!