inbound marketing

Email marketing funciona?

Blog
Por Ecco
29 de janeiro de 2019 | 5 Minutos

Acredito que seja uma dúvida comum no dia a dia de quem tem ligação com o marketing de uma empresa: email marketing (ainda) funciona? A resposta é: sim, mas depende.

Antes de tudo, se você já costuma utilizar ou pensa em fazer uso da ferramenta, é interessante entender a sua própria expectativa nos disparos de email marketing. A pergunta chave é: Qual é o objetivo?

Pode ser venda, cadastro, nutrição, relacionamento ou apenas reforço de marca. Defina um principal.

Tendo essa resposta, a partir daí, é possível alinhar melhor o que podemos chamar de “resultado”.

Se o seu objetivo é venda e/ou cadastro, estabeleça uma meta baseada na porcentagem do total de leads que irão receber o disparo. Por exemplo, se 0,1% dos destinatários do disparo do email marketing fizeram a compra ou cadastro no link, seu disparo foi um sucesso! Agora, na próxima vez, você pode dobrar essa meta. Não há muita regra em relação a isso. Mas existem sim alguns índices de abertura, cliques, etc, que servem como indicadores de sucesso, falarei mais sobre eles a seguir.

Agora, se o objetivo do disparo foi relacionamento ou reforço de marca, a mensuração dos resultados é muito mais complexa. Afinal, não há muito como comprovar em números, que o email sim deu resultado, mas posso afirmar que mal não faz.

Disparo para base de leads ou para uma lista comprada?

É muito comum que empresas comprem listas com centenas de emails para disparos. Nesse caso, existem alguns problemas que envolvem essa prática. O primeiro problema é que uma lista comprada não é composta por pessoas que realmente desejam receber o que você manda. Isso é ruim para o usuário e, claro, ruim para sua empresa, pois estará atingindo muita gente que não necessariamente é seu público-alvo.

Não estou dizendo que não irá funcionar, mas é preciso entender que uma lista comprada não tem tanta efetividade quanto disparos realizados para uma base de leads 100% legítima, que pode ser construída através diversas maneiras: formulário de cadastro no site, landing pages, ou mesmo no cadastro de clientes “offline”. Aí o cenário muda, pois são pessoas realmente interessadas em seu conteúdo (e as vezes, nem elas estão tão interessadas assim).

Índices de um disparo bem sucedido
  • Quanto a taxas, segundo a Resultados Digitais, esses são os índices de um disparo de email bem sucedido:
  • Acima de 95% de entrega;
  • Acima de 15% de abertura;
  • Acima de 2% de cliques;
  • Abaixo de 1% de descadastro;
  • Abaixo de 0,1% de marcação como “spam”.

Esses números são interessantes para ter uma “base” e, caso você não esteja alcançando-os, provavelmente há algo de errado em seus emails.

Concluindo, disparos de email marketing, sim, funcionam. Acontece que muita gente tem a expectativa de realizar o disparo para 1000 pessoas achando que isso vai resultar em 100 vendas. E não é assim.

Lembre-se que, quando realizado para uma base de leads própria, o disparo de email marketing é grátis. Não custa absolutamente nada e pode gerar um retorno interessante.

Artigos Relacionados

google ads

O marketing de busca revolucionou o conceito de marketing

Autor Alex | 4 minutos
O marketing de busca (SEM) é uma das principais estratégias dentro do marketing digital, neste artigo você vai entender como ele revolucionou a maneira com que o marketing é feito, e ainda sobre as suas duas principais ferramentas. O que os usuários de internet geralmente fazem quando querem... Leia Mais
design

Content first, por que o conteúdo vem primeiro?

Autor Alisson | 4 minutos
A idéia do "Content first" é, geralmente, usada em product designers. Significa liderar um projeto pelo conteúdo, e não pelo visual. Um famoso exemplo de profissionais que estão sendo liderados pelo visual são aqueles que abusam de textos fictícios e palavras genéricas. Já ouviu falar... Leia Mais
marketing

Os 4 P’s do marketing: Onde você está errando?

Autor Ecco | 4 minutos
4 P's do marketing (ou marketing mix) é um conceito clássico e, acredito que seja o mais reconhecido do universo do marketing. Foi criado por Jerome McCarthy e difundido por Philip Kotler no livro Administração de Marketing, em suas dezenas de edições. Aliás, fica a recomendação de... Leia Mais