facebook ads

Vale a pena anunciar no Instagram ou Facebook?

Blog
Por Hellen Scheidt
18 de novembro de 2021 | 8 minutos

Anunciar no Instagram ou no Facebook vale a pena para qualquer empresa? Existem vários pontos a serem considerados ao fazer o planejamento para investir em publicidade, seja online ou offline. Se você está decidindo se vale a pena destinar uma parte da sua verba para anunciar no Instagram ou Facebook ou está buscando bons argumentos para explicar para um cliente a importância de fazê-lo, este artigo vai te ajudar.

Vale a pena anunciar no Instagram ou Facebook?

Um dos principais motivos que podem fazer as pessoas questionarem a necessidade de investir em anúncios no Instagram ou Facebook é pensar: mas meu público-alvo realmente está nas redes sociais?

 

É possível encontrar os mais variados públicos no Instagram e Facebook. E se você pensa que as redes sociais são usadas apenas por adolescentes, está errado(a)! Segundo uma pesquisa divulgada pela RECording, 2,14 bilhões de pessoas podem ser alcançadas por meio de anúncios no Facebook e 1,16 bilhão de pessoas podem ser alcançadas por meio de anúncios no Instagram. 

 

Dentre esses bilhões de usuários estão pessoas das mais variadas idades, com diferentes interesses, faixas de renda, comportamento de compra, entre outras características que definem o seu público-alvo. Você só precisa saber como encontrá-las da maneira correta.

 

uso-das-redes-sociais-no-brasil

Uso das redes sociais no Brasil em 2021. Pesquisa realizada pela Hootsuite.

Como ser assertivo ao anunciar no Instagram ou Facebook dentre os bilhões de usuários

Se você já pagou por publicidade online ou offline, deve saber que na maioria dos casos o custo é baseado no número pessoas que serão impactadas pelo anúncio no veículo escolhido. Geralmente, é utilizada a métrica do Custo por Mil Impressões (CPM). Que é o valor gasto para que pessoas vejam o anúncio mil vezes (lembrando que uma mesma pessoa pode ver o mesmo anúncio mais de uma vez). Nos meios digitais esse custo é mais baixo. Mas, mesmo assim, para atingir um público muito amplo seria necessário um orçamento bastante elevado.

 

É aí que entra outra vantagem de anunciar no Instagram ou Facebook: as possibilidades de segmentação de público. Entre outros meios (televisão, rádio, impressos…), as ferramentas que gerenciam anúncios online possuem a mais completa e assertiva possibilidade de segmentação de público disponível. Ao anunciar na televisão, por exemplo, o público a ser escolhido é baseado apenas em estimativas de faixa etária, sexo e renda.

 

Em outras palavras, além de pagar mais barato para impactar mais pessoas, ao anunciar no Instagram ou Facebook da maneira correta, você estará atingindo o público de modo mais assertivo. Mas isso não quer dizer que você deve parar imediatamente de anunciar em outros meios, pelo contrário. Essa é a estratégia a ser definida ao montar o plano de mídia. Se você quiser saber mais sobre como melhor distribuir a verba da sua empresa em publicidade, recomendo este artigo.

 

Entenda melhor como funciona a segmentação ao anunciar no Instagram ou Facebook

Após a realização do briefing e a definição da persona, os anúncios são configurados de acordo com o planejamento para impactar pessoas que:

 

  • estão na faixa etária exata desejada;
  • moram ou frequentam locais definidos;
  • possuem determinados comportamentos de consumidor (viajam frequentemente, consomem itens de alto valor, etc.);
  • demonstram determinados interesses;
  • entre muitas outras possibilidades, como o celular que possuem, grau de formação, setor que trabalham, cargo, etc.

 

Depois do início da coleta de dados pelas campanhas, essas informações são utilizadas para otimizar os investimentos e tornar os anúncios nas redes sociais cada vez mais assertivos.

 

Resumindo…

 

Diferente dos meios tradicionais em que o público é estimado através de pesquisas de mercado por amostragem, nos anúncios em redes sociais não há estimativa. Sabemos exatamente o perfil do público que estamos impactando. Mais de 70% da população brasileira está nas redes sociais e as plataformas registram dados sobre os seus interesses, hábitos de consumo, sites que visitam, etc. que são usados para segmentar anúncios.

 

Mas a televisão não consegue ser mais massiva que as redes sociais?

 

Embora a televisão seja por definição um meio de comunicação de massa, assim como o rádio e os jornais e revistas, anunciar no Instagram ou Facebook vale a pena justamente pela possibilidade de alcançar um alto número de pessoa por custos mais baixos. Para ficar mais visível a diferença de preços, o CPM na televisão pode ser quase 15 vezes maior que o CPM nas redes sociais.

 

Vale ressaltar que esse valor é relativo, já que na TV o preço varia dependendo do canal, horário, programa, tempo e outros fatores. Já nas redes sociais, o custo varia dependendo do objetivo das campanha, público definido, entre outros.

 

Confira esta comparação real feita baseada em um orçamento de um canal de TV regional e o CPM de uma campanha realizada entre de julho a setembro de 2021 no Instagram e Facebook.

custo-por-mil-impressoes

*Valor real do CPM das campanhas nas redes sociais do Mangata Condomínio Rural entre julho e setembro de 2021. **Orçamento repassado por uma emissora local. O valor sofre variação dependendo do target (público) e do programa selecionados, mas nunca fica abaixo do CPM dos anúncios na internet.

Mas… a TV não é capaz de gerar mais resultado?

Ao anunciar na televisão, sua marca recebe grande visibilidade e a credibilidade do canal, pontos muito positivos para gerar vendas ou negócios. Mas as redes sociais não ficam nem um pouco atrás quando o assunto é gerar resultados.

 

Case Mangata Condomínio Rural – Dados do Instagram e Facebook Ads

O Mangata Ortigueira é um condomínio rural localizado à beira da represa Mauá, no Paraná. Os interessados podem comprar um terreno em condomínio fechado à beira da represa para construir sua casa de lazer. O empreendimento foi um sucesso de vendas na fase de pré-lançamento, que aconteceu de junho a outubro de 2021, tendo mais 60% das unidades vendidas nesse período.

 

Em 90 dias de campanha (de 06 a 09/21): 

Quantas vezes os anúncios foram vistos: 712.149

Número de pessoas impactadas por anúncios: 169.112

Quantas vezes as pessoas clicaram em anúncios: 11.568

Pessoas interessadas no Mangata que tiveram seus dados de contato encaminhados para a equipe comercial: 617

Custo por mil impressões (CPM): R$ 8,44

 

Conclusão

Embora a comparação do CPM possa parecer, em um primeiro momento, que não vale a pena anunciar em outros meios, esse não é o objetivo deste artigo. Pelo contrário, se a empresa possui verba disponível para “pulverizar” ações de publicidade em diversos meios deve sim ser feito de maneira estratégica.

 

A mensagem principal a levar deste artigo é que anunciar no Instagram ou Facebook vale sim a pena e que pode trazer ótimos resultados para uma empresa, seja gerando possíveis clientes, vendas diretas, ou mesmo para aumentar o alcance e reconhecimento da marca.

 

Quer conhecer mais sobre a yard.? Clique aqui.

 

Ouça mais sobre o tema no yardcast:

Artigos Relacionados

facebook ads

Não faça tráfego pago para sua empresa antes de ler isto

Autor Hellen Scheidt | 8 minutos
"Tráfego pago funciona? Ele pode aumentar as vendas da minha empresa?".   Se você é dono ou ocupa um cargo tomador de decisões dentro de uma empresa e está se questionando se fazer anúncios nas redes sociais e no Google é uma boa maneira de obter mais clientes, leia este artigo... Leia Mais
facebook ads

API de Conversões Facebook Ads no RD Station – Passo a passo

Autor Hellen Scheidt | 8 minutos
O RD Station Marketing liberou a configuração da API de Conversões do Facebook Ads nas suas landing pages, funcionalidade que atualmente está em fase Beta (03/01/2022). Aprenda neste artigo como fazer a instalação da API de Conversões do Facebook nas suas landing pages do RD Station. 1 -... Leia Mais
facebook ads

Marketing imobiliário: 10 erros mais comuns

Autor Hellen Scheidt | 5 minutos
O marketing imobiliário começa muito antes da presença online de imobiliárias, construtoras/incorporadoras e corretores autônomos. No caso das construtoras, o marketing imobiliário inicia juntamente com a definição do projeto de um empreendimento. Como a escolha do nome, da localização,... Leia Mais