design

Como copiar sem copiar? Saiba trabalhar com referências e criatividade

Blog
Por Alisson
14 de dezembro de 2020 | 7 minutos

Uma ideia original vem através de uma combinação inusitada de várias informações em nossa cabeça. Não é um processo fácil, nem rápido, mas, vale a pena. Ao desenvolver suas alternativas e soluções, aprender a honrar, estudar e remixar suas referências, você se tornará um profissional mais completo.


Na minha carreira como designer, entendi que processos criativos envolvem 100% estudar referências, tanto de trabalhos de outras pessoas, quanto a própria natureza, estilo de vida, pessoas… E o que geralmente “pega” principalmente para quem está começando, é a questão de aprender a trabalhar com essas referências vindas de outros profissionais, sem denegrir ou copiar o trabalho na cara dura.

Nós como pessoas criativas, precisamos bolar ideias originais, que agreguem novas soluções ou tragam a solução ideal de forma brilhante. Porém, antes de falarmos sobre como trabalhar com as referências, preciso saber se você é uma pessoa criativa ou está procurando ser, e como encontrar esse caminho?

 

O astronauta foge do vazio. Abstrato base surreal psicodélico de ficção científica e astronomia. Visão do ângulo traseiro. Renderização 3D. Artista, James Teoh.

Como se tornar uma pessoa criativa mesmo sendo um adulto chato

Se você acha que criatividade é um dom, provavelmente está errado. A criatividade é uma habilidade que apenas não é treinada por nós. E a vida adulta faz você, aos poucos, minar essa aptidão até se tornar um “adulto chato 😂”.

Ainda tem dúvida se é um dom? Vamos refletir. Quando você estava no ensino médio ou fundamental, quantas aulas de matemática ou português você teve comparado com as aulas de arte, dança ou música?

Estudiosos do mundo dizem que a hierarquia de estudo da maioria dos países é respectivamente as matemáticas e línguas, as matérias de humanas e só por último as artes. Isto se torna preocupante quando estamos cada vez mais, formando pessoas super lógicas e exatas que, apesar de serem muito inteligentes, não conseguem desenvolver ideias originais.

É muito mais fácil ser lógico, já que além de rápido, é mais cômodo. Mas vale a pena sempre ser assim? O problema de muitas pessoas é não treinar sua criatividade, elas não conseguem se apaixonar pelo abstrato.

Já parou pra considerar o porquê das crianças serem tão criativas? Como cita Ken Robinson em seu livro “As crianças não sentem medo de correr riscos e nem de errar”, errar não é ser criativo, mas você deve estar preparado para errar ou nunca terá uma ideia original.

A essência da criatividade nunca foi achar a resposta para algo da maneira mais fácil possível, mas sim, entender o caminho percorrido e criar novas alternativas para chegar lá. Ter os olhos de uma criança vai te ajudar a não estar sempre procurando a resposta lógica, mas, a se fascinar com combinações de pensamentos e ideias inusitadas para solucionar um problema.

Desenho de lâmpada com clipe de papel amarelo.

Como copiar sem copiar?

A arte de se inspirar é tão antiga quanto andar pra frente. Os pintores da antiguidade estudavam sobre as paletas de cores usadas por outros artistas e criavam novas formas de pintar. Igual os estudiosos da época, que através do estudo de outros conhecedores, criavam novas teses que se tornavam fantásticas. Hoje não é diferente, inspirar-se é um elemento indispensável para o ser humano.

Mas como estudar as referências na prática? Amigo, não existe nenhum modelo ideal para você extrair o melhor de uma referência, isto é um trabalho particularmente só seu. Eu, como sou designer, tenho meu próprio método. Abro várias janelas no navegador ou imprimo várias páginas, com trabalhos dos grandes artistas que têm uma certa familiaridade com o meu suposto projeto. Começo comparando os trabalhos como um todo, depois cada detalhe, e isto cria no meu subconsciente uma “enciclopédia criativa”, e quando vejo já estou ansioso para botar a mão na massa.

Mesmo ansioso para criar, erros vão surgir, isso é normal. Quem nunca ficou olhando a mesa de trabalho e travou, ou pior, rabiscou tanto que já não tem mais rascunhos? Ideias originais podem demorar para surgir e isto é um processo normal. Essa “dor de cabeça” será recompensada no final, pode ter certeza.

Austin Kleon, escritor do livro “Roube como um artista” desenvolveu uma tabela para você comparar o “bom roubo” com o “mau roubo”. Nele diz tudo o que quero falar pra você. Se você pratica qualquer item da segunda coluna, saiba que além de estar sendo um profissional antiético 😈, também está perdendo de realmente evoluir com suas inspirações. Se você está lendo até aqui, já fica a dica de leitura do artigo, este livro é perfeito para você.

Comparativo encontrado no excelente livro “Roube como um artista”, de Austin Kleon.

E sobre as referências acidentais?

Boa parte do que te inspira vem de lugares que talvez nem você lembre. As “referências acidentais” são aquelas construídas através do tempo com o que você consome ou vive. Como os livros, músicas, artes e tudo que apresenta gatilhos nos seus sentidos e foi memorizada (mesmo que lá no fundo). Essas referências são responsáveis por trazer criatividade para você, mesmo que não perceba. Este acervo do seu subconsciente não é tão palpável quanto estudar uma referência, mas ela sempre vai existir, e você precisa enriquecer sua mente diariamente.

A criatividade é benéfica não só para nós artistas, mas para todo ser humano. Você pode aplicá-la até para estender sua roupa no varal, então imagine o impacto que ela pode trazer para sua vida profissional.

Artigos Relacionados

design

Como criar Landing Pages

Autor Diluan Matos | 5 minutos
Quer saber como criar Landing Pages? Aqui você encontra o que precisa para saber como criar! O que é uma Landing Page? Uma Landing Page ou uma LP, para os mais íntimos, é em sua tradução literal uma página de aterrisagem para os usuários, ou seja, o primeiro local onde os usuários vão... Leia Mais
design

Design de Conversão

Autor Diluan Matos | 10 minutos
Quer saber o que é, como utilizar o design de conversão ou como aplicá-lo em seu negócio e/ou projetos? Então você está no lugar que deveria estar! Logo aqui embaixo já tem tudo o que você pode estar procurando sobre Design de Conversão. O que é Design de Conversão? O Design de... Leia Mais
design

Como melhorar anúncios com Google Web Designer

Autor Diluan Matos | 8 minutos
Quer saber como melhorar seus anúncios com o Google Web Designer e ainda por cima melhorar seus resultados? Então este artigo vai te ajudar! O que é Google Web Designer? O Google Web Designer é uma ferramenta GRATUITA entregue pela própria Google para melhorar os anúncios de display... Leia Mais