marketing digital

Como o Data Driven Marketing pode otimizar a relação com seu cliente?

Blog
Por Bruno
24 de novembro de 2021 | 5 minutos

Você já ouviu falar em Data Driven Marketing, sabe para quê ele serve ou como utilizá-lo? Não? Então continue lendo e eu vou explicar como isso funciona.  

O termo Data Driven Marketing vem do inglês, que pode ser traduzido como “Marketing direcionado por dados”. Não se trata de um aplicativo, serviço ou produto, mas sim de uma técnica que pode ser aplicada em qualquer empresa a qualquer momento. 

 

Para que uma estratégia de marketing seja bem aplicada, e principalmente, bem sucedida, é muito importante que ela seja desenvolvida com base em dados preestabelecidos. Esses dados, por sua vez, são retirados da análise de comportamento de seus clientes, ou até mesmo potenciais clientes, que ainda não tiveram contato direto com o seu produto ou serviço. 

 

O uso da internet pela sociedade cresceu exponencialmente, e aparelhos com tal conectividade estão muito mais acessíveis ao consumidor. Por conta disso, o fluxo de informações é alto, fazendo com que a análise de dados seja cada vez mais eficiente, visto que são muitos dados para serem processados.

 

Como posso fazer com que minha empresa seja data driven?

 

Basta que sua empresa tome decisões de marketing com base em informações concretas. Por exemplo, imagine que você possui um anúncio referente a um empreendimento, como uma casa em condomínio, por exemplo. Para você, as áreas comuns e de lazer são o atributo principal do negócio, e investe em anúncios e materiais divulgando tais características. Entretanto, de todos os anúncios já veiculados, o anúncio que mais teve engajamento foi o que falava da localização do imóvel. No fim da campanha, você utilizou mais verba para anunciar algo que não era o principal decisor de compra, enquanto seus potenciais clientes se interessavam mais sobre outro assunto. 

 

Basear suas estratégias com base em opinião e suposições é um grande risco para sua campanha, pois o que é importante para a empresa que anuncia, pode ser secundário para o público-alvo. Nesses casos, é essencial que haja um equilíbrio entre as informações utilizadas e, se a empresa anunciante deseja promover tais atributos de um produto, deve ser pensada uma outra estratégia para torná-los mais interessantes.

 

Como realizar a análise de dados para tornar uma campanha eficiente?

 

Não é necessária uma pesquisa muito elaborada para saber que as pessoas querem que as empresas atendam suas necessidades. Mas quando se diz respeito a anúncios, para que um cliente receba exatamente o que ele quer ver, é necessário um estudo mais complexo.

 

Você já visitou um site de compras para procurar um determinado produto, e nos dias seguintes começou a ver vários anúncios de produtos semelhantes, ou até mesmo o produto que procurou? Isso é uma estratégia de data driven marketing. É possível que as suas informações deixadas nos sites, sejam utilizadas para que o mesmo site possa personalizar os anúncios para você. Uma estratégia útil e eficiente para que o site possa continuar te auxiliando no processo de compra, mas ao mesmo tempo gera certa discussão pelo uso do seu histórico de busca para fins comerciais. Enquanto muitos apreciam a estratégia, outros consideram de certa forma polêmica.

 

Outra observação a ser feita, é não interpretar o volume de pessoas em um determinado canal, como uma oportunidade de ouro para anunciar. No ano de 2021, a tendência eram os curtos vídeos do TikTok, onde milhões de pessoas assistiam e criavam vídeos para a plataforma. Anunciar em um canal com tantas pessoas parece ser algo certeiro, mas um detalhe deve ser observado: O público principal dessa plataforma é jovem, principalmente pertencentes a geração Z. Será que seu produto é voltado para esse público? Estude o comportamento desse público e analise se o seu produto é relevante para esse grupo, do contrário, a campanha não vai atingir os resultados desejados.

 

Comportamento do brasileiro e tendências do mercado para 2022

 

Quais ferramentas posso utilizar para realizar um Data Driven Marketing?

 

Algumas ferramentas são essenciais para a efetividade da sua estratégia com base em dados. Uma delas é o Google Analytics

 

O Google Analytics é uma ferramenta gratuita que monitora o comportamento em websites, e pode ser integrada a outros canais do Google. Dados de acesso, interações e origem de tráfego são algumas das ferramentas que o Google Analytics oferece. Integrando o Google Analytics em ferramentas de monitoramento de leads como o RD Station, é possível observar o comportamento de usuários ao receber e-mails, como as vendas realizadas com base em cada email marketing produzido para e commerces. Essa é apenas uma das ferramentas do Google Analytics para observar o comportamento do seu cliente, e analisar quais foram as estratégias mais efetivas com base no público selecionado.

Utilizando o Google Search Console

 

Outra ferramenta, também disponibilizada gratuitamente pelo Google é o Google Search Console. Nele é possível monitorar o tráfego orgânico em seu website, e analisar os dias de maior volume de usuários. O Google Search Console também monitora a existência de links quebrados em seu site, facilitando a manutenção e prevenção de erros e redirecionamentos incorretos.

 

 

Os anúncios veiculados pelo Google Ads, assim como pelo Facebook Ads, podem vir de diversas formas, como banners que podem ser visualizados em vídeos, navegação por websites e redes sociais. Monitorar o desempenho de tais anúncios é importante para definir quais estão sendo mais efetivos e orientar a campanha para que trabalhe em cima dos anúncios com melhores resultados.

 

Por meio de tais plataformas, pode-se desenvolver campanhas para públicos específicos, com base em seu comportamento nos canais de mídia.

 

Parâmetros UTM: Se você não usa, está perdendo dados

 

RD Station

 

Uma das maiores ferramentas de nutrição e monitoramento de leads atualmente, o RD Station, conta com diversas funcionalidades para direcionar o marketing para públicos específicos com base em seus interesses. É possível segmentar os leads para um disparo de e-mail marketing que seja de interesse apenas para este grupo, evitando o recebimento de material desinteressante para outros leads, que podem desativar o recebimento de emails por não estarem recebendo conteúdo relevante para eles.

 

Para nutrir a cultura do Data Driven Marketing em sua empresa, é necessário que os profissionais responsáveis pela produção de conteúdo estejam sempre monitorando o comportamento do seu público-alvo e cliente ideal, observando as etapas de compra e interesses do consumidor naquele produto ou serviço, para poder apresentar materiais que condizem com o que aquele potencial cliente necessita e procura encontrar.

 

RD Station Marketing vale a pena?

 

Ouça mais sobre o tema no yardcast:

Artigos Relacionados

eventos

Cupom de desconto RD Summit – Como conseguir

Autor Ecco | 4 minutos
Cupom de desconto para o RD Summit 2023? Você está no lugar certo! Aqui você garante 15% de desconto para comprar seu ingresso em qualquer lote. 🤩  Clique aqui para comprar seu ingresso para o RD Summit com cupom de desconto de 15% - Quer garantir o seu ingresso para o RD Summit com... Leia Mais
marketing digital

Conteúdos simples e baratos para estratégias de marketing em 2022

Autor Alisson | 3 minutos
Sua empresa está buscando apostar no marketing de conteúdo, mas não quer ter um investimento tão grande em tempo e dinheiro? Neste artigo vamos citar excelentes tipos de conteúdos que têm grande potencial de funcionar e são relativamente simples de serem desenvolvidos. Nosso foco hoje é... Leia Mais
marketing digital

Copy para Marketing: A Jornada do Herói

Autor Hellen Scheidt | 6 minutos
Sabe quando você tem uma copy para escrever, mas não sabe por onde começar? Ou qual argumento usar? E como ser assertivo no texto para fazer com que a pessoa faça o que você quer? Seja acessar o site, realizar um cadastro, entrar em contato, fazer uma compra...   Esse é um problema... Leia Mais