arquitetura comercial

Por que usar pedras para decorar ambientes comerciais?

Blog
Por Maria Eduarda Groegel Camilotti
1 de agosto de 2017 | 4 minutos

A arquitetura comercial anda muito conectada ao marketing. São duas coisas que caminham junto, afinal, o objetivo de ambas está relacionado a gerar valor para uma marca perante o cliente. Um ponto muito importante dentro da arquitetura comercial é a utilização da decoração. Uma boa decoração de ambientes comerciais precisa de muito cuidado, bom gosto, e principalmente, se preocupar com a proposta da empresa. Revestimentos que trazem a essência de elementos naturais em geral, são muito bem-vindos em qualquer ambiente, seja lojas, restaurantes, supermercados, hotéis, enfim, se a decoração natural for bem trabalhada e atenda a proposta do negócio (aqui entra a conexão com o marketing), com certeza vale a pena ser considerada.

Um ambiente comercial moderno, com diferenciais na decoração atrai muito mais o interesse de consumidores do que um ambiente sem graça e sem atenção, uma vez que o consumidor busca ambientes agradáveis e principalmente atraentes. Um elemento natural que é bastante procurado para ambientes comerciais são as pedras naturais. Utilizadas há séculos, constituindo esculturas, estradas, monumentos, entre outras belezas, este elemento é bastante aproveitado em escadas, pisos, revestimentos de paredes e exterior de fachadas. Por serem resistentes e duráveis, este é um elemento que vale o investimento.

Cada pedra possui suas próprias características, de acordo com o solo em que foi formada, e os minerais que a compõem. Estas propriedades é que indicam o uso ideal para cada ambiente conforme cada tipo de pedra. Por exemplo, o mármore está presente em pisos, escadas residenciais e comerciais mais sofisticadas, bordas de banheira, mesas e paredes internas; o basalto, a miracema, o seixo rolado, o mosaico português e a ardósia são normalmente empregadas em paredes e pisos de áreas externas; já a São Tomé e a Goiás são excelentes opções para a área ao redor da piscina, granito é usado na construção de lavatórios, pias, bancadas e para revestimento de fachadas, lareiras, rodapés e peitoris.

O uso de seixos rolados na decoração traz um ar de requinte e natureza ao mesmo tempo.

O uso de seixos rolados na decoração traz um ar de requinte e natureza ao mesmo tempo.

O limite para o uso do mármore, do granito assim como das outras pedras está cada dia menos restrito. As regras, se tratando do material, dão lugar à criatividade e ao gosto de cada um para novos usos. É sempre bom lembrar de ter o bom senso na utilização do material, para que o ambiente não fique muito frio e nem muito rústico, se isso não estiver relacionado com a proposta do seu negócio.

Não subestime a importância da decoração em seu ambiente comercial, lembre-se que toda a forma de se comunicar, seja verbal ou não verbal, interfere no comportamento do consumidor diante da sua empresa e pode determinar os rumos de uma negociação.

Artigos Relacionados

google ads

O marketing de busca revolucionou o conceito de marketing

Autor Alex | 4 minutos
O marketing de busca (SEM) é uma das principais estratégias dentro do marketing digital, neste artigo você vai entender como ele revolucionou a maneira com que o marketing é feito, e ainda sobre as suas duas principais ferramentas. O que os usuários de internet geralmente fazem quando querem... Leia Mais
marketing

Os 4 P’s do marketing: Onde você está errando?

Autor Ecco | 4 minutos
4 P's do marketing (ou marketing mix) é um conceito clássico e, acredito que seja o mais reconhecido do universo do marketing. Foi criado por Jerome McCarthy e difundido por Philip Kotler no livro Administração de Marketing, em suas dezenas de edições. Aliás, fica a recomendação de... Leia Mais
marketing

Diferença entre bordão, jargão e chavão

Autor Lucas Ribas | 5 minutos
Você quer saber a diferença entre bordão, jargão e chavão? É muito comum o uso equivocado desses termos. Algumas pessoas ainda pensam que as palavras são sinônimos, mas não é bem assim. Elas têm significados diferentes e, se você trabalha com publicidade, entender essa diferença pode... Leia Mais